Pe. Leonardo Diekmann celebra sua primeira Missa

Uma celebração especial, cheia de graças e bênçãos. Deus se manifestou de forma tão dócil e generosa através da chuva calma e tão necessária para o povo durante a celebração da primeira missa do Neo Sacerdote, Pe. Leonardo Envall Diekmann. A celebração aconteceu no domingo, 29 de novembro, às 09h30min da manhã, na Comunidade São Miguel Arcanjo, em Linha Guajuvira, Porto Lucena.

A Missa foi restrita à família, amigos e membros da comunidade local. A Rádio Navegantes realizou a cobertura completa do evento, levando a Santa Missa aos lares dos fiéis que não puderam participar da celebração devido a pandemia. Os padres Jair Schneider, pároco de Porto Lucena, e Adriano Maslowski, reitor do Seminário Mártires das Missões, concelebraram a Santa Missa. Também esteve presente, servindo na celebração, o seminarista Jean Pinheiro, que se prepara para abraçar o Sacramento da Ordem em 2021.

A homilia da primeira missa foi realizada pelo amigo, Pe. Adriano. Em sua reflexão, o padre dirigiu-se primeiramente ao Pe. Leonardo, lembro o quanto o Neo Sacerdote assumiu o processo formativo e buscou se capacitar para responder com generosidade à missão evangelizadora. Na sequência, Pe. Adriano, dirigindo-se à comunidade, lembrou a importância de incentivar as vocações e continuar rezando pelo Neo Sacerdote, Pe. Leonardo.

A celebração foi encerrada com a bênção solene, concedida pelo mais novo padre da Diocese de Santo Ângelo.

Pe. Leonardo é o quinto filho de Porto Lucena ordenado presbítero. A partir de 2021, trabalhará na Paróquia Sagrado Coração de Jesus, em Santa Rosa, na função de Vigário Paroquial.


Confira a homilia do Pe. Adriano ao Neo Sacerdote, Pe. Leonardo:


Caríssimos Pe. Jair, pároco desta paróquia. Gostaria de, inicialmente, saudar o pai, a mãe e irmã do Leonardo e em nome destes saudar todos familiares, saudar também a todos desta comunidade, amigos, visitantes, também aqueles que nos acompanham pela rádio. Estimado Pe. Leonardo irmão de Presbitério...

Primeiramente gostaria de expressar minha alegria pela sua ordenação sacerdotal e a indescritível honra que me foi concedida pelo seu convite para dirigir algumas palavras nessa sua primeira missa. Honra que exige muita responsabilidade. Separei essa reflexão em dois momentos, um primeiro no qual irei me dirigir em maior parte ao Pe. Leonardo e em um segundo momento falarei mais à comunidade focando na liturgia celebrada neste dia.

Pe. Leonardo, gostaria de começar manifestando a gratidão pela oportunidade de ter lhe conhecido no processo de formação. Em um segundo momento, gostaria de dizer que você está muito bem preparado para a missão. O que me leva a dizer isso é o seu processo de formação, que em nenhum momento foi estático, mas sempre movimento. A missão na igreja e o anúncio do evangelho perpassam em nossa vida nas múltiplas experiências que vamos fazendo, são elas tranquilas, serenas ou também desafiadoras.

A sua caminhada formativa foi assim, fez de você responsável pelo teu processo de preparação para servir na messe do Senhor, em diferentes cenários. Esse é um diferencial teu. Um diferencial que será reconhecido ao longo da tua atividade pastoral.

Começo colocando este ponto por ter-lhe acompanhado nestes últimos 4 anos de tua caminhada, tempo em que compartilhamos conhecimentos e que firmamos uma grande amizade, sem grande hierarquia, afinal para nós que estudamos Levinas, sabemos que acima de qualquer título ou cargo um ser humano, e se colocar a serviço na missão da igreja é viver a experiência humana na sua essência, e esta perpassa no rosto do outro, do pobre, do órfão, do estrangeiro, na simplicidade da vida... no qual somos conclamados a nos despojarmos de nós mesmos abrindo-se numa dimensão de responsabilidade e reciprocidade para com Outrem.

Quando falo de amizade, Padre Leonardo, falo que podes contar comigo em tua missão, assim como fizemos durante o processo formativo... Caminhar juntos, trabalhar em equipe é fundamental para termos melhores resultados em nossa missão, sobretudo, no contexto desafiador que vivemos.

Não tenho dúvidas que a diocese ganhou muito com o teu sim. E dizendo isso, gostaria insistir dizendo que não ordenamos apenas mais um padre para diocese de Santo Ângelo, mas ordenamos alguém com um grande diferencial e com muita potencialidade. Aspecto este, Leonardo, que deve seguir sendo cultivado por você. Continue estudando (Formação Permanente), cultive a espiritualidade siga se preparando integralmente para servir os diferentes desafios que te surgirem na tua missão.

Eu também poderia mencionar vários pontos do que é ser padre (te passar um receituário, um manual) e também nomear os diferentes cenários que você encontrará em teu trabalho... pois é, mas eu não tenho essa resposta na totalidade... creio eu que dizer o que é ser padre em poucas palavras seria objetivar algumas ações de nossa vida (por entre parentes) e falar a respeito, não vejo o ministério dessa forma, pois ser padre é viver e se doar, e viver e se doar são dimensões de nossa vida que ultrapassam uma compressão racionalista. Assim como a sensação que você está vivendo agora como padre, você pode até dizer parcialmente como se sente, mas integralmente numa totalidade você não conseguiria descrever.

Então prefiro, falar-te do ser Padre em uma perspectiva vivencial, dadas no dia-a-dia repleto de pulsações, de conselhos, inquietações, trabalho, doação, de alegria, de convites para celebrar batizados, casamentos, de convites para jantar... enfim, repleto de experiências que nunca terás a compreensão da totalidade e nem conseguirás medir por onde ecoará a tua palavra, o teu conselho, o teu sorriso, o teu testemunho... Por isso, Leonardo, cuide muito de você! Construa amizades. Partilhe suas alegrias, suas inquietações e suas conquistas. Nas tomadas de decisão siga o Evangelho e não tenha medo de pedir ajuda sempre que precisar. Estejas sempre aberto a novos desafios, a novas experiências, pois, independente de onde você passar, tens uma missão a cumprir. O Senhor te chamou a trabalhar na Messe. Coragem e perseverança! Que Deus ilumine sua vida e missão.

Estimada família e comunidade, rezem pelo padre, deem muito apoio a ele, busquem visitar o padre, convidem ele para estar na casa de vocês, integrem ele na vida de vocês... são ações simples, mas fundamental para o padre.

Estamos hoje, nesta celebração especial... primeira Missa do Padre Leonardo, iniciando o também um tempo litúrgico muito especial, o tempo do advento, tempo em que esperamos a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.

O tempo do Advento é um tempo de esperança e a liturgia de hoje nos convida a vigilância que de alguma forma, nos provoca a conversão. Ou seja, precisamos observar a nossa vida, olhar para nossas fragilidades, curar nossas feridas. Precisamos, nessa vigilância, preparar nosso coração para acolher o Senhor.

É um tempo que devemos intensificar nossa vida de oração, de amizade, de solidariedade.

Este ano, com toda certeza foi um ano que nos fez refletir. Tempo muito difícil que ainda encontra-se presente em nosso meio. Por isso, diante desse momento é importante que todos possamos nos esforçar para redescobrir a grande esperança e alegria que se dá pela vinda do filho de Deus ao mundo.

Por isso, irmãos e irmãs... Façamos deste tempo de Advento um período especial, um tempo oportuno, para que possamos reaver nossas vidas, nossa forma de viver e conviver. Que possamos sair melhores e diferentes desse tempo difícil que estamos vivendo.

É tempo também para avaliarmos a forma como temos nos comprometido com o evangelho, como temos assumido nossa missão cristã. Como estamos cuidando a nossa espiritualidade e onde temos abastecido nossa fé, nossa esperança?

Por fim, para não me delongar muito quero finalizar esta reflexão deste primeiro domingo de advento lançando um desafio para a comunidade, também para aqueles que nos acompanham pela rádio. Vivemos hoje este momento especial e histórico na vida desta comunidade que é a primeira missa do Pe. Leonardo.

Dessa forma, o desafio é olharmos para o SIM do Leonardo, olharmos para este testemunho de um jovem que coloca sua vida a serviço do Reino, e a partir desse nosso olhar sobre o Padre Leonardo, fruto de nossa oração e vida de comunidade que possamos refletir, enquanto pessoas, comunidade, paróquia, diocese, a forma como nós estamos dando o nosso SIM?! Tenhamos presente este desafio no decorrer da nossa semana observando no nosso dia-a-dia o modo como estamos comprometidos na oração uns pelos outros, pelos padres e irmãs, e por novas vocações. Fica este desafio, para que possamos, em nossos lares, rezar e dialogar em família neste início de advento.

Obrigado Pe. Leonardo por poder dizer estas simples palavras neste dia especial da tua vida! Não é uma atividade tão simples, mas as fiz de coração! Sucesso em teu ministério, conte comigo irmão.


Confira as fotos da celebração:




Notícias em Destaque