Pastoral do Dízimo 

Colocavam tudo em comum e não havia necessitados entre eles.” (cf. At 4,32-34)

 

Antes de falarmos em Pastoral do Dízimo, devemos compreender corretamente o que é o Dízimo.

O que é o Dízimo?

É uma colaboração financeira periódica assídua que ofereço à comunidade onde participo para que possa se sustentar e cumprir sua missão de evangelizar. Não se pode evangelizar sem o suporte proporcionado pelo Dízimo. É preciso assiduidade e periodicidade: não posso contribuir com a comunidade apenas quando “preciso” de um serviço dela. Por exemplo: quando busco um sacramento ou para a catequese.

É PRECISO COMPROMETIMENTO!

Dízimo não é: taxa, pagamento, mensalidade, imposto, suborno...

DÍZIMO É SINAL DE GRATIDÃO A DEUS!

Para que serve o Dízimo?

Através de sua contribuição mensal, os dizimistas mantêm a comunidade/Igreja. Graças à colaboração e a generosidade de cada católico é possível a ação das pastorais, dos serviços prestados na paróquia, a manutenção do templo e da estrutura.

O DÍZIMO É RECURSO PARA A EVANGELIZAÇÃO!

Quanto devo dar de Dízimo?

A Igreja não impõe um determinado valor, mas orienta que, a partir das condições de cada pessoa e família, seja oferecido aquilo que a consciência de cada um orienta, segundo o sentimento de gratuidade que brota em cada coração.

 

Dízimo é comprometimento com a comunidade! Assim, ao oferecer meu Dízimo não devo pensar em quanto os outros estarão contribuindo. Deve-se ter consciência de que se trata de uma relação de intimidade com Deus que se materializa na comunidade.

O que é a Pastoral do Dízimo?

A Pastoral do Dízimo vem realizando, nos últimos anos, reuniões periódicas com o objetivo de aprofundar a fundamentação bíblica e teológica do dízimo, incentivando a implantação dessa pastoral, segundo as orientações da Pró-dízimo, lançadas na diocese a partir do ano da 2002.

A Pró-dízimo, por recomendação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), assessora, junto com outras entidades similares, paróquias e dioceses na implantação e organização da Pastoral do Dízimo. A nossa diocese optou pela forma como a Pró-dízimo propõe a organização e a prática do dízimo entr católicos.

Na prática, a Pastoral do Dízimo trata da questão da pertença continuada à comunidade de igreja. O batismo realiza a inserção na comunidade da Igreja. A contribuição (devolução) na forma de dízimo realiza a inserção continuada na comunidade. Enquanto o batismo garante o ser pertencente à comunidade, a prática do dízimo aponta para a forma de presença continuada do fiel à comunidade. Para tanto, a Pastoral do Dízimo se propõe a cultivar a prática do dízimo mediante a apresentação de subsídios de reflexão sobre essa importante dimensão da vida da Igreja. Incentivar, igualmente, as comunidades a dinamizar essa prática, encarregando lideranças e agentes para essa tarefa específica. E convida a todos os membros das comunidades a fazerem, com muita confiança, essa gratificante experiência. A prestação de contas e a visitação aos dizimistas são os dois trilhos sobre os quais se desdobra o dízimo como graça e bênção.

CÚRIA  DIOCESANA

Rua Marquês do Herval, 1113

CEP 98801-640

Caixa Postal 1090 - CEP 98801-610

Santo Ângelo - RS – Brasil

Tel.: 55 3313-5263; 55 3313-5308

Diocese logo original.png