Comissão Pastoral da Terra 

A Comissão Pastoral da Terra (CPT) é um organismo de Igreja, ligado à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Foi criada em Goiânia, em julho de 1975, por um grupo de bispos, padres e leigos, com o objetivo central de "interligar, assessorar e dinamizar os que trabalham em função dos homens sem-terra e dos trabalhadores rurais".

Sua proposta é promover as práticas alternativas dos trabalhadores contra a dominação econômica dos grandes projetos agrícolas e energéticos, e da massificação cultural, as várias formas de organização dos trabalhadores para conquistar a terra, melhorar a produção ou salário e participar ativamente nas decisões políticas, a informação e a formação de trabalhadores e agentes de pastoral, recuperando a memória histórica de suas lutas, o apoio aos trabalhadores rurais nas lutas pela terra e por uma reforma agrária ampla, a solidariedade com os povos da América Latina e do Caribe. 
 

A Comissão Pastoral da Terra nasceu ligada à Igreja Católica. O vínculo com a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) ajudou a CPT a realizar o seu trabalho e a se manter no período em que a repressão atingia agentes de pastoral e lideranças populares. Logo, porém, adquiriu caráter ecumênico, tanto no sentido dos trabalhadores que eram apoiados, quanto na incorporação de agentes de outras igrejas cristãs, destacadamente da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil – IECLB.

40 anos CPT - logo.png