Nascimento: 08/10/1924
Ordenação: 22/08/1948
Nomeação: 03/02/1962
Ordenação Episcopal: 20/05/1962
Posse: 12/06/1962

Falecimento: 23/12/2007

Dom Aloísio Lorscheider

1° Bispo Diocesano de Santo Ângelo

 

 

                                                     

Histórico


Léo Arlindo Lorscheider nasceu a 8 de outubro de 1924, em Picada Geraldo, município de Estrela. Fez o curso primário em Picada Wink, em Lageado, e em Palanque, Venâncio Aires. Ingressou, em 1934, no Seminário dos fadres franciscanos, em Taquari, onde fez os cursos Ginasial e Colegial.


Em 1942, fez o Noviciado e o 1º ano de Filosofia no Convento São Boaventura, em Daltro Filho, Garibaldi. Em 1944, foi transferido para o Convento Santo Antônio, em Divinópolis/MG, onde terminou o curso de Filosofia e fez o curso de Teologia. Passou a adotar o nome religioso de Frei Aloísio. Foi ordenado sacerdote em 22 de agosto de 1948, em Divinópolis/MG. Em 1949, deixou de lecionar no Seminário Seráfico, em Taquari, para ser enviado a Roma, ao Pontifício  Ateneo Antoniano, a fim de  especializar-se em Teologia Dogmática. No mês de junho de 1952, defendeu sua tese doutoral, sendo promovido com nota máxima: summa cum laude.

Ao voltar de Roma, tornou a lecionar no Seminário Seráfico, até que, em 1953, foi nomeado professor no Convento Santo Antônio. Durante 6 anos, lecionou Teologia e ocupou sucessivamente os cargos de Comissário Provincial da Ordem Franciscano Secular, Conselheiro Provincial e Mestre dos Estudantes de Teologia e dos Candidatos ao estado de Irmão Franciscano. Além de Teologia Dogmática, lecionou Liturgia, Espiritualidade e Ação Católica.


Em 1958, tomou parte no Congresso Mariológico Internacional, em Lourdes, na França. No mesmo ano, foi chamado a Roma para lecionar no Pontifício Ateneo Antoniano. Em 1959, foi nomeado Visitador Geral para a Província Franciscana em Portugal. No mesmo ano, de volta da visita canônica, recebeu o encargo de Mestre dos Padres Franciscanos, estudantes nas várias Universidades de Roma. Na época residia no Colégio Antoniano.

Episcopado:


No dia 3 de fevereiro de 1962, foi nomeado por João XXIII Bispo da recém-criada Diocese de Santo Ângelo/RS. No dia 20 de maio do mesmo ano, recebeu a ordenação episcopal na Catedral de Porto Alegre. Adotou como lema In Cruce Salus et Vita (Na Cruz a Salvação e a Vida). No dia 12 de junho, tomou posse da Diocese Angelopolitana e foi seu Bispo por 11 anos.


Em novembro de 1963, foi eleito pela Assembleia do Concílio Vaticano II como membro das Comissões Conciliares, nomeadamente para a Secretaria de União dos Cristãos. Pertenceu ao quadro de dirigentes da CNBB, a partir de 1968, como Secretário Geral, e como Presidente duas vezes consecutivas, de 1971 à 1978.

Em 1972, foi eleito 1º Vice-Presidente do Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM) e reeleito em 1975. Em 1976, assumiu a presidência do CELAM. Também foi eleito Vice-Presidente da Cáritas Internacional e reeleito em 1972, assumindo a presidência em 1974. No dia 4 de abril de 1973, o Papa Paulo VI nomeou-o Arcebispo de Fortaleza/CE, tomando posse no dia 5 de agosto. Foi nomeado Cardeal em 24 de abril de 1976.


No dia 12 de julho de 1995, o Papa João Paulo II nomeou-o para a Arquidiocese de Aparecida, onde tomou posse em 18 de agosto do mesmo ano. No dia 25 de março de 2004, tornou-se Arcebispo Emérito. Desde então, optou por voltar à sua Província franciscana gaúcha - São Francisco de Assis, residindo no Provincialado, em Porto Alegre, onde chegou aos 15 de abril de 2004. Ali viveu a vida de Frade Menor, integrando-se em tudo na fraternidade, dispensando qualquer tipo de privilégio. Enquanto pôde, Dom Aloísio esteve sempre disponível para pregar retiros, dar palestras, preparar artigos para serem publicados em revistas e chegou a escrever três livros enquanto viveu como Emérito entre os frades.

 

Homem de muita oração e grande amor pela Igreja, pelos pobres, pela Vida Consagrada. Um verdadeiro filho de São Francisco.  Veio a falecer no dia 23 de dezembro de 2007, em Porto Alegre. Atendendo ao seu pedido, foi sepultado na Capela do cemitério dos Frades Franciscanos, próximo ao Convento São Boaventura de Daltro Filho. No ano de 2018 seus restos mortais foram exumados e transladados ao Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida/SP. Em celebração solene, na ocasião do translado das relíquias de Dom Aloísio, a Diocese de Santo Ângelo e a Arquidiocese de Fortaleza receberam, cada uma, um relicário de Dom Aloísio. Hoje esta relíquia encontra-se depositada na Cripta da Catedral Angelopolitana, ao lado do túmulo de Dom Estanislau Amadeu Kreutz.

CÚRIA  DIOCESANA

Rua Marquês do Herval, 1113

CEP 98801-640

Caixa Postal 1090 - CEP 98801-610

Santo Ângelo - RS – Brasil

Tel.: 55 3313-5263; 55 3313-5308

Diocese logo original.png