top of page

Vem aí a 45ª Romaria da Terra

Terra e pão é o que guiará os romeiros e as romeiras para a próxima Romaria da Terra em 2023. O evento acontecerá no início do ano que vem, dia 21 de fevereiro, durante o feriado de carnaval. O local que sediará a 45º Romaria da Terra do Rio Grande do Sul será o assentamento Integração Gaúcha – Irga, que fica em Eldorado do Sul, a cerca de 17km da capital gaúcha, Porto Alegre.

A tradicional Romaria da Terra do RS leva milhares de romeiros e romeiras de diferentes lugares a se encontrarem para relembrar e celebrar os mártires da terra que tombaram defendendo a vida do povo empobrecido.

O lema do encontro “Terra e Pão: em defesa dos territórios e produção da vida”, destaca as diversas relações com o território, como a moradia, o bem viver, a resistência, a soberania e a defesa do meio ambiente, das águas, florestas e da produção. Também simboliza o alimento saudável, livre de agrotóxicos, a vida, a garantia de saúde, educação, sustentabilidade, a comunhão e a solidariedade entre os povos.

“A Romaria da Terra volta seu olhar para a temática da terra e do pão porque o Planeta Terra não é mercadoria, ele é nossa casa comum, é território de todos os povos, precisa ser cuidado com amor e respeito. A Romaria é feita para reavivar a memória, a fé, a esperança, o cuidado, a solidariedade com os pobres da terra, fortalecer as lutas sociais e melhoria das condições de vida do povo do campo e da cidade”, declara Luiz Antônio Pasinato, da coordenação da Comissão Pastoral da Terra do RS.

A Romaria está sendo organizada pela Comissão Pastoral da Terra (CPT), Via Campesina, Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, Conselho Indigenista Missionário Sul (Cimi), a Comissão das Pastorais Sociais e a Cooperativa dos Trabalhadores Assentados da Região de Porto Alegre (Cootap).

“A Romaria novamente volta seu olhar para um assentamento da Reforma Agrária, que expressa a luta e a organização dos movimentos do campo”, destaca Luiz Antônio Pasinato.

Para ele, são muitos os motivos que justificam a realização desse evento de fé, mística e luta pela terra. “O Assentamento Integração Gaúcha possui uma experiência importantíssima de práticas agroecológicas, na produção do arroz agroecológico, frutas e hortaliças que são comercializadas em feiras orgânicas e mercados da região Metropolitana de Porto Alegre. Produzir alimentos de qualidade livres de agrotóxicos é uma missão que exige opção e vocação dos agricultores e agricultoras camponesas”, pontua Pasinato.

As entidades promotoras, desde já, convidam as igrejas, entidades e movimentos sociais populares a fazer parte da 45ª Romaria da Terra. Aos romeiros e as romeiras também é estendido o convite para se organizarem e participarem desse evento de fé e luta. O encontro será de partilha, celebração, festa da vitória dos trabalhadores e trabalhadoras que caminham unidos e organizados em busca de melhores condições de vida.


Fonte: MST

Notícias em Destaque
Notícias Recentes
bottom of page