Uma Diocese Viva, uma Igreja em Ação

Neste ano de 2022 a Diocese de Santo Ângelo completa 60 anos de criação. A história dessa Igreja Jubilar se inicia muito antes de 1962. Nossas raízes são mais profundas, e nossa missão é exigente. Por ocasião do Jubileu de Ouro da Diocese, em 2012, Dom Estanislau Amadeu Kreutz, 2º Bispo Angelopolitano deixou uma mensagem a nosso povo recordando essa história. Ao celebrarmos o jubileu de diamante recordemos as palavras de Dom Estanislau:

“A casa construída sobre a areia será destruída. Cristo é a pedra angular! Ele passa a Pedro esta missão: Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja. Junto a Pedro estão os bispos, em suas dioceses, a dar continuidade a vida eclesial. [...] Sabemos que a região desta atual diocese, a partir de 1536, pertenceu à Igreja Particular (Diocese) de Lima, no Peru.

Em 1547, passou à Assunção do Paraguai. Desde 1617, à Buenos Aires - Argentina, e desde então o sangue dos mártires tem sido semente de novos cristãos. A partir de 1801 fizemos parte da Diocese de Rio de Janeiro; em 1848, de Porto Alegre. Em 1910, a área ao leste do Rio Comandaí era de Uruguaiana e o Grande Santo Ângelo e Santa Rosa eram de Santa Maria. Em 1921, também esta última região passou a pertencer a Uruguaiana. E finalmente em 12 de junho de 1962 foi instalada a Diocese de Santo Ângelo, hoje formada por 40 Paróquias em 47 municípios.

LOUVOR A DEUS E A TODOS OS SEUS SERVOS E SERVAS QUE CONSTRUÍRAM ESSA IGREJA VIVA".

Mensagem de Dom Estanislau Amadeu Kreutz (in memoriam) – 2º Bispo Angelopolitano

Notícias em Destaque
Notícias Recentes