Diocese realiza e celebra a 87ª Romaria ao Santuário de Caaró

Uma romaria totalmente diferente das outras 86 que a antecederam. Um santuário ecológico, em um dia festivo, no qual podiam ser escutados não as vozes e cantos dos romeiros, mas sim o cantar dos pássaros e o assovio do vento. Assim foi a 87ª Romaria ao Santuário dos Mártires do Caaró, neste domingo, 22 de novembro, Solenidade de Cristo Rei do Universo, cujo tema foi "Santos Mártires proteção dos povos indígenas" e o lema "Santos Mártires sede nossa esperança".

A pandemia exigiu rígidas medidas de proteção. Poucos padres e fiéis participaram da celebração. Porém, a fé do povo não diminuiu por isso. Buscando viabilizar a participação dos fiéis desde suas casas, a Pascom da Diocese organizou a transmissão de toda a programação através da fanpage no facebook. Também as rádios Navegantes, Ativa, Caibaté e São Luiz estiveram fazendo a cobertura da Romaria.

Conforme a programação da Romaria, foi realizada a tradicional Via Sacra, preparada e coordenada pela Forania de São Luiz Gonzaga, iniciando na fonte d´água em direção ao Santuário. Às 09h30min, teve início a Santa Missa no altar, junto ao bosque do Santuário. A celebração foi presidida pelo Bispo Diocesano, Dom Liro Vendelino Meurer, e concelebrada por alguns padres que se fizeram presentes representando o clero da diocese e as comunidades. Mais de 1000 pessoas acompanharam a Missa ao vivo pelo facebook. Em sua homilia, Dom Liro lembrou o legado deixado pelos Santos Mártires, o espírito de serviço em favor do próximo que os conduziu ao martírio. Somos chamados a nos deixarmos interpelar por este mesmo espírito, nos fazendo próximos daqueles que sofrem. Na sequência, preparada pela Paróquia São Roque Gonzales, aconteceu a bênção da saúde com aspersão dos presentes.

Nos três dias que antecederam à Romaria, 19, 20 e 21 de novembro, às 15h, foi celebrado um Tríduo preparatório na Igreja do Santuário. No primeiro dia, a Paróquia São Paulo Apóstolo, de São Paulo das Missões, representando a Forania de Cerro Largo, organizou e conduziu a celebração. A Santa Missa foi presidida pelo Pe. Ramão Hilghert, tendo como tema "Os Mártires e seu projeto de vida junto ao povo indígena".

Com o tema "O testemunho dos Mártires diante da força opressora e destruidora dos colonizadores", o segundo dia do tríduo em preparação à Romaria, dia da Consciência Negra, foi presidido pelo Pe. Nelson Loro e concelebrado pelo Pe. Danilo Hertz. A celebração foi preparada e animada pela Paróquia Santa Lúcia, de Caibaté e Mato Queimado, representando a Forania de São Luiz Gonzaga. Já o terceiro dia do Tríduo, 21 de novembro, dia em que a Igreja celebra a Apresentação de Nossa Senhora, foi presidido pelo Pe. Marcos Bialozor. Com o tema "Igreja em Saída: os Mártires no contexto das pandemias de hoje", a celebração foi preparada e animada pela Paróquia Sagrado Coração de Jesus, de Giruá, representando a Forania de Santo Ângelo. À noite foi celebrada uma Vigília em frente à Igreja do Santuário, com adoração e bênção do Santíssimo Sacramento.



Notícias em Destaque
Notícias Recentes

CÚRIA  DIOCESANA

Rua Marquês do Herval, 1113

CEP 98801-640

Caixa Postal 1090 - CEP 98801-610

Santo Ângelo - RS – Brasil

Tel.: 55 3313-5263; 55 3313-5308

Diocese logo original.png