60 anos de evangelização nas Terras Missioneiras

Neste ano de 2022, a Diocese Angelopolitana celebra seu jubileu de diamante: 60 anos de evangelização. A diocese foi criada em 22 de maio de 1961 pela Bula Papal Apostolorum Exemplo, do Papa São João XXIII e solenemente instalada no dia 12 de junho de 1962, com a posse do primeiro bispo, Dom Aloísio Loscheider. Ao longo dessas seis décadas muitos foram os desafios e as frentes de missão, mas grande também foi o ardor por ser uma Igreja aberta às propostas do Concílio Vaticano II.

Atualmente a diocese é formada por 40 paróquias, cerca de mil comunidades, contando com 62 padres do clero diocesano e cerca de 18 padres religiosos. A vida consagrada também se faz presente na dinâmica pastoral da diocese, bem como a forte presença das lideranças leigas que animam e dinamizam os trabalhos a frente das comunidades, movimentos e pastorais. O Santo Anjo da Guarda é o padroeiro principal da diocese e os Santos Mártires das Missões, São Roque Gonzales de Santa Cruz, Santo Afonso Rodrigues e São João de Castilho são nossos co-padroeiros.

Para celebrar esse jubileu será dado um destaque nas programações que acontecem ao longo do ano: Romarias, encontros, celebrações e publicações. Uma celebração especial está sendo preparada em frente à Catedral, em Santo Ângelo, no dia 12 de junho, às 15h. A mesma reunirá padres, religiosos, lideranças leigas e todo povo de boa vontade para celebrar estas seis décadas de história. Além disso, em todas as paróquia uma Cruz Missioneira Peregrina irá percorer as comunidades para momentos de oração e espiritualidade recordando a unidade da Igreja Diocesana.

Celebrar os 60 anos da diocese sempre nos faz olhar para o passado a fim de compreendermos o presente e, assim, planejarmos o futuro. Os tempos mudaram, mas sempre é tempo de nos reanimarmos para a missão que nos é confiada: Evangelizar.

Autor: Dom Liro Vendelino Meurer - Bispo Diocesano



Notícias em Destaque
Notícias Recentes