Dom Liro abre oficialmente a Quaresma e a Campanha da Fraternidade 2017 na Diocese de Santo Ângelo

01/03/2017

Na missa presidida pelo bispo, Dom Liro Vendelino Meurer na Catedral em Santo Ângelo, às 19 horas, nesta quarta-feira de cinzas, 01.03.2017, ele deu como aberto oficialamente, na Diocese de Santo Ângelo, o período da Quaresma e da Campanha da Fraternidade 2017.

Dom Liro em sua homilia refletiu sobre o significado da Quaresma e sobre o objetivo da Campanha da Fraternidade 2017 que tem como tema: "Campanha da Fraternidade: biomas brasileiro e defesa da vida" e o lema: “Cultivar e guardar a criação” (Gn 2,15).

 

Veja na sequência a reflexão de Dom Liro

 

“Voltai para mim com todo vosso corção”. “Rasgai o coração, e não as vestes, e voltai para o Senhor vosso Deus”.

Voltar: Volta para Deus, pela estrada certa, para as coisas de Deus. Caminhar para a estrada certa para o rumo certo. Voltar para o primeiro amor. Voltar para Deus que deixamos, para os valores que abandonamos. Voltar a viver em harmonia com Deus e assim com os irmãos.

Reconcilia-te. Reconciliação em casa, com quem estamos mal. É tempo de reconciliação, de encontro com Deus, viver em harmonia com tudo o que Deus fez. Seis vezes o Evangelho usa o nome de Pai e o Pai te dará a recompensa. Por isso, humildade senão estraga tudo. Onde entra a vanglória, tudo estraga.

Ao impor as cinzas nos fiéis o Celebrante irá anunciar: “Lembra-te que és pó e ao pó tornarás” ou a outra antífona: “Convertei-vos e crede no evangelho!” A primeira alocução nos liga ao início da Sagrada Escritura, quando se diz que Deus fez o homem de barro, e lembra muito concretamente o que sobra do corpo humano. Viemos do barro e voltaremos ao pó. Mas sobre o barro que somos, Deus soprou sua vida divina  e nele plantou sementes incorruptíveis. Nosso destino nunca foi o pó e nem será. Nosso destino é o horizonte da imortalidade, a vida eterna. Por isso, a ressurreição de Jesus é a garantida da nossa sobrevivência, se formos fiéis ao seu Evangelho de Salvação, conversão sincera e a reta mudança de vida e de comportamento.

As cinzas nos alertam para as nossas origens e para a nossa morte corporal, nossa origem divina e destino eterno.

O Tempo da Quaresma tem exatamente o significado de morrer para a velha vida e renascer para a vida da santidade. Ou como nos ensina São Paulo, Apostolo das Gentes, de “nos despojar do homem velho e corrompido… para nos revestir do homem novo, criado segundo Deus, em justiça e verdadeira santidade”.

Campanha da Fraternidade: Tema:Biomas brasileiros e defesa da vida. Lema: cultivar e guardar a criação. Tem como objetivo geral: Cuidar da criação, de modo especial dos biomas brasileiros, dons de Deus, e promover relações fraternas com a vida e a cultura dos povos, à luz do Evangelho. Então o cuidado com a casa comum.

O que fazer na prática: Não jogar lixo no chão, deixar tudo limpo.  Nossa casa comum deve estar limpa. O respeito com as pessoas consiste com as coisas bem concretas.

Grupos eclesiais(Grupos de famílias). Temos o livrinho de encontros e celebrações. É um Kit contendo um livrinho, uma cruz e um poço. Vamos voltar a nos reunir. Ali onde cada um mora. Não precisa caminhar longe. Rezar, refletir, encontrar-se, aproximar pessoas. Hoje abençoamos a cruz que acompanha o Kit.

 

 

Please reload

Notícias em Destaque

INSTITUTO MISSIONEIRO DE TEOLOGIA PROMOVE E CONVIDA PARA CURSO SOBRE A FAMÍLIA

13/12/2019

1/6
Please reload

Notícias Recentes
Please reload

Informações para Contato:

 

Diocese de Santo Ângelo, Rua Marques do Herval, 1113 - Santo Ângelo - RS
Fone: (55) 3313-5308